Buscas - Coleção Digital
    :                                                                                                 Direitos Autorais
PUC-Rio
PUC-Rio
Toolbox E-mail Help Plugins Acessos Area Restrita
aba parte esquerda Coleção Digital aba parte direita
aba parte esquerda Sala Virtual aba parte direita
aba parte esquerda Sala de Aula aba parte direita
aba parte esquerda Notícias aba parte direita
aba parte esquerda EMA aba parte direita
aba parte esquerda Projetos Especiais aba parte direita
Aumentar letra Diminuir letra Normal Contraste
 
Maxwell
imagem de espaçamento
  Página Inicial
imagem de espaçamento
  Buscas
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
  Estatísticas
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
  Sobre
imagem de espaçamento
rodape do menu
Consulta aos Conteúdos

Botão de Informações

Título: SEXO NA PROPAGANDA DA TV : IMAGENS DOS PADRÕES SEXUAIS DA CULTURA BRASILEIRA
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): LIANY SILVA DOS SANTOS
Colaborador(es): BERNARDO JABLONSKI - Orientador
Catalogação: 23/09/2003 Idioma(s): PORTUGUÊS - BRASIL
Tipo: TEXTO Subtipo: TESE
Referência [pt]: http://www.maxwell.lambda.ele.puc-rio.br/Busca_etds.php?strSecao=resultado&nrSeq=3931@1
Referência [en]: http://www.maxwell.lambda.ele.puc-rio.br/Busca_etds.php?strSecao=resultado&nrSeq=3931@2
Resumo:
Apesar da óbvia função de atrair e estimular a venda de produtos e serviços, o apelo sexual dos meios de comunicação de massa, através do seu repertório de imagens e representações simbólicas, também cria e/ou reflete o imaginário coletivo em relação a sexo e prazer que circula na sociedade contemporânea. Nesta dissertação investigamos e analisamos aspectos da sexualidade conforme aparecem na propaganda televisiva, utilizando como amostra os comerciais da programação do horário nobre da Rede Globo, gravada em vídeo diretamente da TV durante doze meses consecutivos - de julho de 2001 a junho de 2002. Primeiramente, contextualizamos as atitudes em relação à sexualidade buscando evidências da interdependência existente entre as suas manifestações e as condições sociais, econômicas e culturais da sociedade brasileira. Em seguida, partindo de recentes teorias da Psicologia Social, relacionamos o papel do apelo sexual como estratégia de persuasão com a função socializadora da mídia. Dentre as principais conclusões, observamos que a publicidade televisiva se mantém num modelo cultural tradicional, com padrões estereotipados para a beleza física, a idade, a cor, o sexo e o relacionamento entre os gêneros, indicando - e de certo modo também impondo - os padrões sexuais e as ideologias que nos envolvem.
Descrição Arquivo
INTRODUÇÃO  PDF
CAPÍTULO 2  PDF
CAPÍTULO 3  PDF
CAPÍTULO 4  PDF
CAPÍTULO 5  PDF
CAPÍTULO 6  PDF
CONCLUSÃO  PDF
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS  PDF
<< voltar