Buscas - Coleção Digital
    :                                                                                                 Direitos Autorais
PUC-Rio
PUC-Rio
Toolbox E-mail Help Plugins Acessos Area Restrita
aba parte esquerda Coleção Digital aba parte direita
aba parte esquerda Sala Virtual aba parte direita
aba parte esquerda Sala de Aula aba parte direita
aba parte esquerda Notícias aba parte direita
aba parte esquerda EMA aba parte direita
aba parte esquerda Projetos Especiais aba parte direita
Aumentar letra Diminuir letra Normal Contraste
 
Maxwell
imagem de espaçamento
  Página Inicial
imagem de espaçamento
  Buscas
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
  Estatísticas
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
  Sobre
imagem de espaçamento
rodape do menu
Consulta aos Conteúdos

Botão de Informações

Título: LANGUAGE AND COMMUNICATION IN WITTGENSTEIN AND HABERMAS
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): NILSON ASSUNCAO ALVARENGA
Colaborador(es): DANILO MARCONDES DE SOUZA FILHO - Orientador
Catalogação: 28/11/2003 Idioma(s): PORTUGUESE - BRAZIL
Tipo: TEXT Subtipo: THESIS
Referência [pt]: http://www.maxwell.lambda.ele.puc-rio.br/Busca_etds.php?strSecao=resultado&nrSeq=4223@1
Referência [en]: http://www.maxwell.lambda.ele.puc-rio.br/Busca_etds.php?strSecao=resultado&nrSeq=4223@2
Resumo:
The subject of this work is the conceptions of language and communication in Wittgenstein and Habermas. The starting- point of the comparison is the different methodological attitudes adopted by both authors. The objective is to show how these different orientations lead to different conceptions of language and communication. Habermas`s formal pragmatics and pragmatical theory of truth are planned as methodological solution to the problem of a pragmatically oriented analysis of language, which does not give up a theoretical explanation of the constitution of the linguistic meaning. This work intends to show, however, that Habermas`s conceptions do not allow us to work with the problems faced by Wittgenstein in his rule-following considerations, in an attitude strictly antitheoretical. From the Wittgensteinian remarks can be extracted a notion of communication basically different from the reflexive communication by which Habermas is guided. On the other hand, it is considered the philosophical sense of a strictly pragmatical analysis of language, as we can find in the work of the later Wittgenstein. How can one legitimate in practice an analysis of language turned to the expliciteness of pragmatic presssupositions without any type of theoretical foundation?
Descrição Arquivo
COVER, ACKNOWLEDGEMENTS, RESUMO, ABSTRACT AND SUMMARY  PDF  
INTRODUCTION  PDF  
CHAPTER 1  PDF  
CHAPTER 2  PDF  
CHAPTER 3  PDF  
CHAPTER 4  PDF  
CONCLUSION  PDF  
REFERENCES  PDF  
<< voltar